Agressor de Relacionamento Íntimo: uma revisão bibliográfica da literatura brasileira sobre suas características e as implicações de gênero e geração envolvidas

  • Andgélica Mirithua Schneider
  • Gabriela Reyes

Resumo

Objetivo: Apresentar características do Agressor de Relacionamento Íntimo (ARI), apontar as implicações de
gênero e geração e expor aspectos sobre a intervenção e políticas públicas por meio de revisão da literatura
científica brasileira. Método: Utilizou-se 23 referências de 2000 a 2012 entre artigos científicos e sites relacionados.
Conclusão: Temas coadjuvantes; a utilização de drogas; a falta de responsabilização pelo dano; a violência de
gênero; presenciar ou ter vivido violência na infância, podem ter relação com os comportamentos violentos do
agressor. A falta de políticas públicas integrada impede a intervenção adequada ao agressor.