A psicologia social comunitária e as práticas grupais com idosos ex-moradores de rua

  • Maria Sara de Lima Dias
  • Heloísa Monte Serrat Barbosa

Resumo

Este artigo é parte de dissertação de mestrado de uma das autoras e contempla intervenções realizadas em um
abrigo para idosos ex-moradores de rua, no qual se observou a precária presença de relações interpessoais entre
os abrigados. A pesquisa objetivou desenvolver um programa de intervenção para o desenvolvimento das relações
sociais em um abrigo que recebe idosos no sistema de república, um contexto que se pretende comunitário e
favorecedor de relações sociais. Neste artigo, o recorte do trabalho de mestrado apresenta observações e vivências
que permitiram ir além do papel de pesquisadora e de estar junto ao grupo de moradores de rua modificando
quadros estagnados de relações, com foco na promoção de vínculos de apoio, afeto e cuidado. Conforme os
preceitos teóricos da Psicologia Social Comunitária, esta corrente da psicologia deve estar voltada para a vida
real das pessoas, para analisar um conjunto de necessidades pessoais, relacionais e coletivas que precisam ser
atendidas para promover a saúde integral das mesmas.