Participação comunitária como mediadora no processo dialético de transformação social: políticas públicas e identidade do morador de rua

  • Silvia Brandt
  • Renata Paranhos

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi apresentar a influência da participação comunitária do morador de rua na instituição
de políticas públicas para garantia de seus direitos, bem como a influência das políticas públicas na constituição
da personagem morador de rua. O presente estudo utilizou a abordagem sócio-histórica como orientadora da
pesquisa qualitativa. Os dados foram obtidos por meio de pesquisa bibliográfica, entrevistas semiestruturadas e
observação (diário de campo). Foram entrevistados 7 moradores de rua, homens com idade entre 29 e 43 anos. As
observações aconteceram em um espaço de execução de direitos do morador de rua – Centro POP, previsto na
Política Nacional para a População em Situação de Rua. Em relação ao tratamento de dados, foram empregados
procedimentos descritivo-qualitativos, submetidos a uma análise de conteúdo. O nível foi o grupal e a unidade
de análise foi individual. A participação Comunitária do morador de rua na instituição de políticas públicas para
garantia de seus direitos, bem como a influência das políticas públicas na constituição da personagem morador
de rua foram analisadas a partir das seguintes categorias: Influencia da participação comunitária do morador de
rua na constituição das políticas públicas para a população em situação de rua e Influência das políticas públicas
para a população em situação de rua na constituição da personagem morador de rua. Para isso, conceituou-se o
processo de constituição da identidade em Ciampa (2005) e Lane (2012), a participação comunitária em Sanches
(2000), Montero (2004) e Vidal (2007), bem como se definiu políticas públicas de acordo com as proposições de
Hofling (2001). Concluiu-se que a participação comunitária traz benefícios tanto aos participantes quanto para a
sociedade. Gerando um processo dialético de transformação da cultura local e da própria identidade individual.