O envelhecimento na ótica da fonoaudiologia brasileira

  • Poliana Nucci
  • Giselle Massi
  • Roxele Ribeiro Lima
  • Ana Cristina Guarinello
  • Celso Luiz Gonçalves Dos Santos Junior

Resumo

Esse trabalho analisa a produção do conhecimento fonoaudiológico acerca do processo de envelhecimento. Trata-se de
revisão da literatura exploratória e descritiva que considerou artigos originais publicados em todos os periódicos brasileiros
voltados à fonoaudiologia, indexados no banco de dados da Biblioteca Virtual do SciELO e do LILACS: Revista Distúrbios
da Comunicação; Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia; Revista CEFAC; e Jornal da Sociedade Brasileira de
Fonoaudiologia (continuação da Pró-Fono Revista de atualização científica), entre 2008 e 2010. Tal revisão considerou
as áreas de atuação fonoaudiológica; os tipos de intervenções; e os contextos institucionais privilegiados nos artigos. Em
2008, foram publicados 157 artigos originais, na totalidade, com nove focados no envelhecimento; em 2009, foram 234
artigos, sendo 14 voltados ao envelhecimento; e, em 2010, dos 246 artigos, somente 16 enfocaram o envelhecimento.
A Audiologia é a área que mais publicou textos envolvidos com idosos, seguida da Linguagem Oral, Voz e Motricidade
Oral. As intervenções voltadas à avaliação e ao diagnóstico foram as mais relatadas, tanto em contextos clínicos, como em
hospitais. Foi possível perceber a incipiente preocupação da fonoaudiologia com o processo de envelhecimento. Embora
os números apontem para um aumento das publicações referentes a essa temática, os resultados não são significativos.
Há necessidade de uma distribuição mais equilibrada das temáticas, tipos de intervenções e contextos institucionais nas
produções da área. Novos estudos sobre a produção do conhecimento acerca do envelhecimento devem ser realizados
visando a definição de ações e campos estratégicos para o implemento da pesquisa na área.