Caleidoscópio: uma tese com crianças e adolescentes sobre avaliação em educação social

  • Cléia Renata Teixeira de Souza Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Veronica Regina Müller Universidade Estadual de Maringá

Resumo

Neste texto, objetiva-se apresentar a possibilidade de avaliação em Educação Social com a participação dos sujeitos da Educação Social – crianças e adolescentes, neste caso. Defende-se que os sujeitos podem ser construtores ativos dos seus processos de formação e da realidade. A trajetória metodológica decorre da tese de doutorado intitulada Educação Social e Avaliação: indicadores para contextos educativos diversos. As análises fundamentam-se nas teorias de Freire (1996), Boaventura Sousa Santos (2010), e Violeta Núñez (1999), entre outras. Utilizaram-se, como fonte inspiradora, as experiências com a Educação Social de cinco países: a Espanha, a Bolívia, o Senegal, o Uruguai e o Brasil. O caleidoscópio é uma metáfora adotada na tese para dar sentido ao que se entende por Educação Social, uma prática educativa que ocorre em diferentes contextos e a partir de olhares distintos, que refletem resultados descoincidentes. A sistematização dos resultados encontrados produziu dois tipos: a) os indicadores que caracterizaram o que se deve perceber/detectar como efeito da Educação Social no indivíduo, no coletivo e na comunidade; b) três instrumentos para uso de avaliadores da Educação Social, para a detecção dos aspectos defendidos pelos entrevistados como boas consequências para a Educação Social: uma relação de perguntas orientadoras, uma ficha suleadora e uma figura que sintetiza a ideia geral da avaliação.

Biografia do Autor

Veronica Regina Müller, Universidade Estadual de Maringá

Possui graduação em Licenciatura Plena de Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria (1982), Mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1986), Doutorado em História da Educação Social Contemporânea - Universidad de Barcelona (1996) e pós-doutorado na mesma área em Barcelona. Atualmente é professora da Universidade Estadual de Maringá (Graduação de Educação Física, Mestrado e Doutorado em Educação) e coordenadora do PCA (Programa Multidisciplinar de Estudos, Pesquisa e Defesa da Criança e do Adolescente). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Social, atuando principalmente nos seguintes temas: história da infância, culturas infantis, brincadeiras, direitos da infância e adolescência, fundamentos históricos e filosóficos da educação física brasileira

Publicado
2019-11-28