Smartphones na Escola: uma Análise de Aplicativos Disponíveis para Aprendizagem de Química

  • Patricia Eliane Fiscarelli Universidade Federal do ABC
  • Silvio Henrique Fiscarelli Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara – UNESP
  • Flavia Maria Uehara Universidade Federal de São Carlos

Resumo

As Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) são exemplos de mídia no formato digital que podem proporcionar ao ser humano tanto a ampliação de suas capacidades comunicativas quanto a democratização e divulgação de conhecimentos e saberes de diversas naturezas. No entanto, é importante considerarmos que, embora estejamos vivenciado um contexto histórico no qual um número muito grande de informações é disponibilizado e compartilhado globalmente, há a necessidade de formar indivíduos capazes de selecionar, compreender e interpretar criticamente essas mensagens
difundidas. No decorrer dos anos, o uso do smartphone por crianças e adolescentes tem se intensificado e consequentemente estes dispositivos
acabam por adentrar o espaço escolar. Essa nova realidade exige estudos e aprofundamento do conhecimento em relação a possibilidade de uso dessas
novas tecnologias educacionais dentro de sala de aula. Neste sentido, o objetivo neste trabalho buscamos identificar, selecionar, testar e classificar
os aplicativos com potencial para auxiliar o processo de ensino-aprendizagem de química e que estão disponíveis para Android® no repositório livre do
Google Play®. Os aplicativos foram avaliados de acordo com a adequação aos conteúdos curriculares para cada ano do Ensino Médios, o idioma, o
tipo e formato de aplicativo e possibilidade de acesso offline. Os resultados nos leva crer que um professor de química que deseje explorar o uso do
smartphone em suas aulas terá que enfrentar uma série de dificuldades e que embora predomine a impressão que temos uma grande diversidade de
aplicativos e recursos à disposição, boa parte destes não possui condições adequadas para serem usados no ambiente escolar.

Biografia do Autor

Patricia Eliane Fiscarelli, Universidade Federal do ABC

Universidade Federal do ABC.

Silvio Henrique Fiscarelli, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara – UNESP

Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara – UNESP.

Flavia Maria Uehara, Universidade Federal de São Carlos

Universidade Federal de São Carlos.

Publicado
2019-02-28