Identidade profissional docente no contexto da docência universitária: os sentidos de ser professor

  • Renata da Costa Lima Universidade Federal de Pernambuco
  • Maria da Conceição Carrilho de Aguiar Universidade Federal de Pernambuco

Resumo

O objetivo do texto é analisar os sentidos que docentes que atuam na universidade atribuem à categoria “ser professor universitário”. Partimos do entendimento de que a análise desses sentidos possibilita conhecer características que configuram a identidade profissional dos professores universitários. Para tanto, foi aplicado um questionário a 84 professores de diferentes áreas de conhecimento de uma universidade do Nordeste Brasileiro, no qual se perguntou “para você, o que é ser professor universitário?”. A organização e a análise do corpus textual se deu conforme a análise de conteúdo e a análise de similitude do software IRAMUTEQ. Os resultados apontaram que os professores inseridos no contexto da docência universitária organizam a identidade profissional docente a partir de três sentidos principais: professor detentor do conhecimento, professor pesquisador e professor formador. Esses sentidos indicaram que o ensino é atividade secundarizada se comparada à pesquisa e que o conhecimento é algo do professor a ser transmitido para o estudante.

Biografia do Autor

Maria da Conceição Carrilho de Aguiar, Universidade Federal de Pernambuco

Doutora e Pós-Doutora em Ciências da Educação pela Universidade do Porto-Portugal. Professora da Universidade Federal de Pernambuco, lotada no Departamento de Administração Escolar e Planejamento Educacional. Pesquisadora da Linha de Formação de Professores e Prática Pedagógica do Programa de Pós-Graduação em Educação. Membro do Núcleo de Formação Didático-Pedagógica dos Professores (NUFOPE) da UFPE

Publicado
2019-11-28