Educação para Cidadania: o papel da escola e da cidade na formação de crianças e adolescentes e no desenvolvimento local

  • Marisaura dos Santos Cardoso Centro Universitário UNA
  • Eloisa Helena Santos

Resumo

Pretendemos refletir sobre a política de educação promotora da cidadania, bem como sobre o papel das cidades como espaços educativos capazes de fazer com que crianças e adolescentes apropriem-se da realidade que os cerca e interpretem o mundo a partir do seu espaço de referência: a comunidade local. Para tanto, a escola se abre para que a comunidade participe dos processos educativos, articulando saberes, culturas, experiências e visões de mundo diferentes dentro da sala de aula. O objetivo é proporcionar um aprendizado profícuo e interconectado com as vivências dos alunos, que problematize as principais questões que os afetam: o fato de viverem confinados em suas casas, em escolas com grandes muros e nos shoppings centers, sendo disciplinados para serem dóceis e felizes, sem desenvolvimento de senso crítico. A gravidade disso tudo reside no fato de que esse processo é naturalizado, familiarizado e aceito pelos membros da sociedade. Com este artigo, esperamos contribuir para a discussão e reflexão em torno da necessidade de se repensar políticas educacionais, a partir de uma visão ampla de educação planejada para muito além dos muros da instituição escola, que passe a considerar a cidade como o espaço do aprendizado por excelência, com todas as suas contradições, problemas e potencialidades, com sua cultura urbana e suburbana, simultaneamente local e cosmopolita.

Publicado
2021-03-30