Gamificando metodologias ativas no ensino superior: práticas de formação inicial em pesquisa científica

Resumo

O presente estudo tensiona a discussão sobre metodologias ativas e gamificação a partir da experiência de um professor-pesquisador utilizando a aprendizagem baseada em times imbricada a gamificação na disciplina de Metodologia do Trabalho Científico, no curso de Administração Pública, da Universidade Federal do Cariri (Juazeiro do Norte – CE). A partir dessa experiência nos indagamos: Como se deu o processo de planejamento entre metodologias ativas e gamificação? Como estudantes de ensino superior perceberiam esse tipo de experiência? O objetivo desse estudo é compreender uma experiência de aprendizagem baseada em times gamificada no ensino superior, tendo como demais objetivos: a) descrever o processo de planejamento da disciplina, e b) dialogar com a percepção de estudantes acerca da experiência. A abordagem da etnografia educacional, através da observação participante foi utilizada, acrescida de questionários abertos sobre a percepção de estudantes participantes. Como principais resultados a experiência é tida como um processo de coprodução do conhecimento, que exigiu uma série de habilidades e competências para seu planejamento, em que se tornam evidentes as várias contradições quanto a abordagem colaborativa do processo de ensino-aprendizagem a partir da percepção dos estudantes.

Biografia do Autor

Jeferson Antunes, Universidade Federal do Ceará

Doutorando em educação brasileira na Universidade Federal do Ceará (UFC), Mestre em Desenvolvimento Regional Sustentável pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), Graduado em Licenciatura plena em História pela Universidade Regional do Cariri (URCA).

Eduardo Santos Junqueira Rodrigues, Universidade Federal do Ceará

Doutorado em Curriculum, Teaching and Educational Policy pela Michigan State University, Estados Unidos (2007), Professor Associado da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Publicado
2021-10-18